Dinheiro

Quase 11 mil notas falsas retiradas de circulação em 2021

Bruno Contreiras Mateus DV/JN

As de 20 euros continuam a ser as mais apreendidas, refere o Banco de Portugal

Foto Reinaldo Rodrigues/global Imagens

Diminuição da deteção das de 20 e de 50 euros contribui para queda de apreensões de dinheiro contrafeito.

No ano passado, foram apreendidas menos 10% de notas contrafeitas em circulação. Segundo dados divulgados ontem pelo Banco de Portugal, em 2021, foram detetadas 10 836 notas falsas em circulação, o que compara com as 12 028 do ano anterior.

"A quantidade de contrafações detetadas é residual quando comparada com o total de notas em circulação", refere o banco central português.

As de 20 euros continuam a ser as mais apreendidas, ainda que no ano passado tenha havido uma diminuição grande face ao ano anterior: em 2021 foram apreendidas 4324, comparativamente com as 6292 de 2020.

Outros valores em alta

As notas de 50 euros, que em 2020 tinham sido as segundas mais apreendidas (3034), sofreram também uma diminuição em 2021 (1672).

De resto, registou-se um aumento na deteção de todas as notas com valores de 5, 10, 100, 200 e 500 euros, indica o Banco de Portugal.

"As contrafações apreendidas em 2021 poderiam ser facilmente identificadas, sem recurso a instrumentos auxiliares, apenas tocando, observando e inclinando a nota para detetar os respetivos elementos de segurança (método "Tocar - Observar - Inclinar"), explica o Banco de Portugal.

"É importante que os utilizadores verifiquem sempre as notas quando as recebem. Uma nota contrafeita não é reembolsada, o que implica uma perda para a pessoa que a aceita", alerta o supervisor da banca.