Do IRS aos carros elétricos

As respostas do Orçamento para o seu orçamento

As respostas do Orçamento para o seu orçamento

O Orçamento de Estado para 2022 foi entregue, esta segunda-feira, na Assembleia da República. Mas há medidas que são mais importantes para a gestão do seu orçamento pessoal e familiar.

Respondemos aqui a algumas das questões que terão mais impacto no seu bolso.

Sou pensionista. Vou ser aumentado?

Se estiver no grupo de pensionistas que recebem até cerca de 658 euros, o nível mais baixo, vai ter um aumento extraordinário de 10 euros a partir de agosto. "A grande maioria das pensões" vai ter um aumento equivalente ao valor da inflação deste ano (0,9%).

Sou funcionário público. O meu salário vai aumentar?

Segundo o Relatório do Orçamento de 2022, terá direito, no mínimo, a um aumento de 0,9% , atribuído às "remunerações dos trabalhadores das Administrações Públicas". Se estiver em fase de promoção dentro da carreira, o aumento até pode ser maior. O Orçamento refere "promoções, progressões e revisões de carreiras retomadas a partir de 2018", que conjuntamente com o aumento de 0,9%, contribuem para uma subida dos salários médios na ordem dos 2,5%.

Se for um técnico superior, o seu salário base poderá ter um aumento de 50 euros, mas a proposta do Governo só refere que será concretizado até 2023.

PUB

Tenho filhos. O meu IRS vai mudar?

Pode mudar. A dedução à coleta por dependente, aplicável a partir do segundo filho, vai aumentar de forma faseada para crianças até aos seis anos (em 2020 tinha sido majorada para 900 euros para crianças até aos 3 anos.). Em 2022, haverá aumento do valor da dedução de 600 para 750 euros. Em 2023, está previsto que a dedução seja de 900 euros.

As novas tabelas de retenção na fonte irão ser aplicadas, garantiu João Leão, já em janeiro.

E vou ter apoios para pagar a creche?

Se a sua família estiver no 1.º e 2.º escalão da Segurança Social, as creches para todos os filhos serão gratuitas.

O meu rendimento vai ser afetado pelos novos escalões de IRS?

Em 2022 haverá dois novos escalões do IRS (passam a ser nove). A parte do seu rendimento coletável que estiver entre os 10.736 e os 15.216 euros será agora taxada a 26,5%. Os rendimentos que estão entre os 15.216 euros e os 19.696 euros passam a ser taxados a 28,5%. Nos rendimentos entre os 36.757 euros e os 48.033 euros, a taxa de IRS passa para 43,5%. No nível seguinte, de 48.003 euros aos 75.009 euros, a taxa é de 45%.

O último escalão, que até agora visa rendimentos anuais superiores a 80.882 euros, recua para os 75.009 euros, com a taxa a manter-se nos 48%.

Recebo o salário mínimo. Quanto vai aumentar no próximo ano?

Depende do ritmo que acabar por ser negociado. No Relatório do Orçamento de 2022, o Governo mostra a intenção de o aumentar em linha com o "aumento médio dos últimos anos". Em 2021, houve uma subida de 30 euros, para 665 euros. O objetivo declarado neste Orçamento é de chegar aos 750 euros em 2023.

Recebo o abono de família. Vai ser aumentado?

No próximo ano será criada a "Garantia para a Família", um programa de "apoios às famílias com crianças e jovens com menos de 18 anos, através de aumentos do abono de família do 1.º e 2º escalão." Até 2023, de forma faseada, os valores de abono de família serão aumentados até aos 50 euros por mês, por criança ou jovem, em 2022. Em 2023 chegara aos 100 euros.

Nas famílias em "risco de pobreza extrema", é garantido ainda um complemento de 100 euros por mês, mas esse valor só será concretizado em 2023. Para já, em 2022, está garantido o montante de 70 euros mensais para estas famílias, por jovem ou criança.

Quero comprar carro em 2022. Os impostos sobre veículos vão aumentar?

Tanto o Imposto Sobre Veículos (ISV) como o Imposto Único de Circulação (IUC) vão ser aumentados ao nível da inflação: 0,9%.

Quero comprar um veículo elétrico. Vou ter direito a apoios?

Haverá uma comparticipação de três mil euros, através do Fundo Ambiental, para a compra de carros elétricos, desde que o custo total de aquisição não ultrapasse os 62.500 euros. No caso dos motociclos e bicicletas elétricas, o apoio é equivalente a 50% do valor de aquisição, até um máximo de 350 euros. Os beneficiários do incentivo ficam obrigados a manter os veículos por um período mínimo de 24 meses e impedidos de os exportar.

Continuo a comprar gel desinfetante e máscaras. O IVA vai manter-se baixo?

Sim, o regime excecional criado durante a pandemia, que baixou o IVA destes produtos de 23% para 6% vai manter-se.

Sou fumador. O que vai mudar?

O imposto sobre o tabaco vai subir 1%.

E nas bebidas alcoólicas?

A taxa sobre as bebidas com álcool vai também sofrer um aumento de 1%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG