Fiscalização

Ascendi manda parar devedores de portagens na presença da GNR

Ascendi manda parar devedores de portagens na presença da GNR

Os condutores que circulavam na direção da fronteira de Vilar Formoso, na A25, foram surpreendidos com a operação da GNR que mandou todos os veículos parar na primeira área de serviço.

Ali, foram abordados por uma equipa de fiscalização das portagens da ex-scut. Quem tinha dívidas, foi convidado a pagar na hora e a presença da GNR "convidava" a cumprir. Este episódio, vivido anteontem, é novidade para muitos portugueses. Mas não é ilegítimo por parte das concessionárias.

Segundo a GNR, a operação incidia sobre "o controlo de velocidade e o cumprimento das normas referentes ao transporte de carga" e, "como decorreu numa via concessionada pela Ascendi, foi previamente comunicada à empresa a realização da operação". A concessionária diz que tem, diariamente, brigadas de fiscalização no terreno.

"A Ascendi tem brigadas de fiscalização de cobrança de portagens que, nos estritos termos da lei vigente, desenvolvem diariamente a sua atividade em quatro concessões, normalmente entre as 6 e as 22 horas", explicou fonte da empresa, ao JN. "A atuação da brigada que se encontrava [ante]ontem na área de serviço da A25 insere-se na atuação diária e normal daquela brigada e é independente de operações esporádicas levadas a cabo pelas autoridades policiais", acrescentou.

Ler mais na edição impressa ou epaper