IRS

Atraso no IRS anula benefícios fiscais

Atraso no IRS anula benefícios fiscais

A partir de 2016, os atrasos na entrega da declaração de IRS vão ficar bem mais caros do que o mero pagamento de uma multa. Porque as novas deduções à coleta só poderão ser usadas para reduzir o imposto se a entrega da declaração anual for feita dentro dos (também novos) prazos: até 15 de abril ou 16 de maio.

A proposta de reforma do IRS que o Governo aprovou e vai enviar para a Assembleia da República avança com uma profunda alteração ao sistema de deduções ainda em vigor e que por isso servirá de referência às declarações a entregar em 2015.

No essencial, as deduções pessoais que agora são atribuídas aos sujeiros passivos e dependentes (213 euros por cabeça) e as deduções à coleta (gastos com saúde, casa e educação) serão substituídos por deduções de saúde (15% dos gastos até ao limite de mil euros) e de despesas familiares gerais (40% do valor até um máximo de 300 euros por contribuinte ou 600 por casal).

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG