Economia

Bancários são os que menos sofrem com a crise

Bancários são os que menos sofrem com a crise

Cerca de 54 mil trabalhadores e 27 mil reformados do sector bancário serão menos sacrificados que os restantes empregados e pensionistas portugueses graças aos acordos assinados nas últimas semanas entre os sindicatos da UGT e o Governo. Dá cerca de 81 mil casos.

O compromisso obtido na semana passada em Concertação Social mantém, por exemplo, o direito a 25 dias de férias a todos os trabalhadores da Banca com contratos anteriores a Agosto de 2003, número que deverá ser próximo de 54 mil pessoas, segundo os acordos colectivos do sector, consultados pelo JN/Dinheiro Vivo.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa