Economia

Banco Central Europeu há 16 semanas sem comprar dívida pública da zona euro

Banco Central Europeu há 16 semanas sem comprar dívida pública da zona euro

O Banco Central Europeu está há 16 semanas consecutivas sem comprar dívida pública dos países da zona euro, apesar da especulação nos mercados de que a instituição teria apoiado a dívida espanhola e italiana.

Em comunicado, o BCE disse esta segunda-feira que não activou, na passada semana, o programa de compra de dívida pública que, quando utilizado, sustenta os preços das Obrigações de Tesouro, mas também aumenta a exposição do Banco Central em caso de incumprimento por parte de algum país.

O BCE informou também que tem previsto, para terça-feira, uma acção de retirada de liquidez do mercado, no valor de 74 mil milhões de euros de dívida adquirida anteriormente, para evitar uma subida da inflação, oferendo aos bancos uma taxa de 1,5%.

A 10 de Maio de 2010, o Banco Central iniciou o programa de compra de dívida pública dos países da zona euro no mercado secundário, para ajudar os países com dificuldades de se financiar no mercado.

Na passada semana, os analistas tinham dado como provável uma intervenção do BCE no mercado para aliviar a pressão que se verificava sobre a dívida espanhola e italiana.

O diferencial entre as taxas de juro da dívida alemã, por um lado, e de Itália e Espanha, por outro, disparou na passada semana, ultrapassando a barreira dos 300 pontos base, com os receios de que a crise da dívida soberana estivesse a contagiar, a partir da Grécia, Irlanda e Portugal, as economias italiana e espanhola, respectivamente a terceira e a quarta maior da zona euro.