Desemprego

Barroso propõe "equipas de acção" para combater desemprego jovem

Barroso propõe "equipas de acção" para combater desemprego jovem

O presidente da Comissão Europeia propôs, esta segunda-feira, a oito Estados-membros da União Europeia com as maiores taxas de desemprego de jovens, entre os quais Portugal, o lançamento imediato de programas-piloto para reduzir este fenómeno.

Dirigindo-se na cimeira de Bruxelas aos chefes de Estado e de Governo dos 27, José Manuel Durão Barroso apontou que para os oito países com níveis de desemprego jovem significativamente acima da média da UE - Espanha, Grécia, Eslováquia, Lituânia, Itália, Portugal, Letónia e Irlanda - Bruxelas propõe a formação imediata de "equipas de acção" compostas pelas autoridades dos países, pelos parceiros sociais nacionais e pela Comissão.

"Nas 11 semanas entre agora e meados de Abril, as 'equipas de acção' desenvolverão planos com objectivos a serem incluídos nos programas nacionais de reformas" e, tendo como base os fundos sociais e regionais que ainda podem ser reprogramados, essas equipas combinarão fundos nacionais e europeus, explicou.

"Encaro este esquema mais intensivo para os Estados-membros mais afectados como um (projecto) piloto. Escreverei aos primeiros-ministros destes países após esta reunião para propor que comecemos a trabalhar imediatamente. Se esta abordagem produzir bons resultados, podemos expandi-la a outros Estados-membros", indicou o presidente da Comissão.

O combate ao desemprego, sobretudo entre os jovens, é um dos principais assuntos do Conselho Europeu informal que decorre hoje em Bruxelas, dedicado ao crescimento e emprego.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG