Economia

BCE admite contracção da economia da zona euro em 2012

BCE admite contracção da economia da zona euro em 2012

O Banco Central Europeu reviu, esta quinta-feira, em forte baixa as suas previsões de crescimento para a zona euro em 2012, ano em que admite a possibilidade de uma contracção da economia.

Segundo os dados divulgados pelo presidente do BCE, Mario Draghi, e citados pela agência Efe, o Produto Interno Bruto poderá cair 0,4% no próximo ano e, na melhor das hipóteses, crescer 1%.

Para este ano, o banco central estima um crescimento entre 1,5 e 1,7%.

Esta revisão em baixa fixou a dever-se, essencialmente, "à forte incerteza ligada à crise da dívida soberana", afirmou o presidente do BCE em conferência de imprensa, citado pela agência AFP.

Em matéria de inflação, o BCE prevê uma redução progressiva, estando prevista uma taxa de 2,7% este ano, de 2% em 2012 e de 1,5% em 2013.

O BCE decidiu baixar a taxa de juro de referência da zona euro para um por cento, perante a ameaça de uma recessão nos países da moeda única.