Banca

BCP aumenta lucros em 900 mil euros para 302 milhões em 2019

BCP aumenta lucros em 900 mil euros para 302 milhões em 2019

O Banco Comercial Português (BCP) registou lucros de 302 milhões de euros em 2019, um aumento de 900 mil euros (0,3%) face aos 301,1 milhões de euros registados em 2018.

Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados, o presidente executivo do banco, Miguel Maya, referiu que são "os melhores resultados dos últimos 12 anos".

Relativamente à distribuição de dividendos, Miguel Maya descartou apresentar já um valor a distribuir pelos acionistas, referindo que o fará "em momento oportuno" e que dado o contexto atual do negócio bancário será uma proposta "muito prudente" e "muito conservadora". No ano passado, o BCP distribuiu 30 milhões de euros pelos acionistas, correspondentes ao resultado de 2018.

Em 2019, o resultado antes de impostos do BCP aumentou 12,4%, passando de 558,2 milhões de euros para 627,3 milhões em 2019, que corresponde a uma subida de 79% na atividade em Portugal e a uma descida de 14,7% na atividade internacional.

Em termos de proveitos principais, o banco liderado por Miguel Maya registou um aumento de 6,9%, passando de 2.107,7 milhões de euros em 2018 para 2.252,0 milhões em 2019.

Desse valor, as receitas com comissões do banco subiram 2,8%, passando de 684 milhões de euros para 703,5 milhões em 2019.

Já a margem financeira registou uma subida maior (8,8%), passando de 1.423,6 milhões de euros para 1.548,5 milhões em 2019.

Em termos de imparidades, o BCP registou menos 9,9% em 2019 face a 2018, o que corresponde a uma descida dos 601,1 milhões de euros para 541,6 milhões.

A descida corresponde sobretudo a uma descida de 16% nas imparidades para crédito, que desceram dos 464,6 milhões de euros para os 390,2, já que outras imparidades subiram 11%, de 136,5 milhões de euros para 151,4 milhões de euros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG