Economia

BE diz que privatização da ANA é "um assalto ao Porto e à região Norte"

BE diz que privatização da ANA é "um assalto ao Porto e à região Norte"

O Bloco de Esquerda do Porto criticou esta terça-feira o modelo de privatização da ANA -- Aeroportos de Portugal aprovado pelo Governo, afirmando que "constitui um assalto ao Porto e à região Norte".

Em comunicado enviado à Lusa, o BE/Porto afirma que, "a concretizar-se a venda da entidade pública gestora dos aeroportos portugueses, condena-se todo o sistema aeroportuário nacional, e mais em concreto o aeroporto do Porto, a um papel irrelevante".

Para os bloquistas, a privatização da ANA "não tem qualquer racionalidade económica, financeira ou social".

O BE/Porto recorda que a empresa "tem vindo a transferir todos os anos umas dezenas de milhões de euros para o Orçamento do Estado, investiu 500 milhões de euros nas obras bem-sucedidas do aeroporto do Porto, cobre o défice de exploração de aeroportos como o de Santa Maria, nos Açores".

"Mas o fanatismo ideológico dos partidos da 'troika' suplanta o interesse público nacional e regional", sublinha.

O BE critica ainda a Junta Metropolitana do Porto (JMP), liderada pelo social-democrata Rui Rio, porque, "em vez de oposição firme à privatização da ANA, como se impunha, escolheu antes tentar obter alguns despojos do desmantelamento da ANA, migalhas dum banquete...", quando reclamou "subordinação da gestão do aeroporto do Porto à lógica do mercado local".

O Conselho de Ministros aprovou na quinta-feira o processo de privatização da ANA "mediante a alienação das ações representativas de até 100 por cento" do capital social da empresa.

PUB

"A alienação efetuar-se-á através de uma operação de venda, por negociação particular, a um ou mais investidores, nacionais ou estrangeiros, individualmente ou em agrupamento (...) e através de uma operação de oferta pública de venda dirigida exclusivamente a trabalhadores da ANA e de sociedades direta ou indiretamente detidas pela ANA", apontou o comunicado do Conselho de Ministros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG