O Jogo ao Vivo

Desemprego

Bruxelas diz que números do desemprego confirmam urgência de ação

Bruxelas diz que números do desemprego confirmam urgência de ação

A Comissão Europeia reconheceu que os dados divulgados, esta sexta-feira, sobre a subida do desemprego na União Europeia, "confirmam a urgência da situação", que, segundo Bruxelas, exige intensificação de esforços a nível nacional e europeu.

O executivo comunitário reagiu aos dados divulgados pelo gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, o Eurostat, que revelam que a taxa de desemprego atingiu em abril os 11% na zona euro e os 10,3% no conjunto da UE, tendo subido para os 15,2% em Portugal, onde o desemprego jovem atingiu novo máximo, de 36,3%.

"Estes novos números de desemprego confirmam a urgência da situação e (confirmam) que nós precisamos de criar mercados de trabalho mais dinâmicos e apoiar a criação de mais e melhores postos de trabalho", disse uma porta-voz do executivo comunitário.

Emer Traynon, recordou que, a 18 de abril, a Comissão já apresentou um pacote de propostas com vista a promover o emprego, mas lembrou que as reformas dos mercados de trabalho são também da responsabilidade dos Estados-membros, e ainda na passada quarta-feira, Bruxelas emitiu recomendações específicas para os 27 países, não só a nível da consolidação orçamental, mas também para melhorar o emprego.

A terminar, a porta-voz defendeu a necessidade de "mais ação, a ser levada a cabo a nível nacional e europeu".

De acordo com os dados divulgados, Portugal continua a registar uma subida da taxa de desemprego, que em abril se fixou nos 15,2%, uma décima acima do mês anterior, tendo o desemprego juvenil aumentado para os 36,3%.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG