SCUT

Camião pesado percorre EN16 para provar que não existe alternativa à A25

Camião pesado percorre EN16 para provar que não existe alternativa à A25

A comissão de luta contra as portagens na A25 vai fazer, esta sexta-feira, o percurso entre Viseu e Aveiro pela EN 16 com um camião e um autocarro para "desmentir o governo" sobre a existência de alternativas a esta via.

Os dois veículos pesados têm partida anunciada para as 09:45, em Viseu, e chegada prevista "para depois do meio dia" a Aveiro, pela EN 16, que, ao longo do percurso, atravessa diversas localidades, como São Pedro do Sul ou Vouzela.

Esta iniciativa, como explicou à Agência Lusa Francisco Almeida, da comissão de luta contra as portagens, pretende vincar um dos principais argumentos, a falta de alternativas, usados na contestação à introdução de portagens, que o governo já anunciou que vão ser aplicadas durante o mês de Outubro.

A EN 16 tem cerca de 200 quilómetros de extensão e liga Aveiro a Vilar Formoso e foi concluída na década de 1940, sendo a A25, na forma de SCUT, sem custos para o utilizador, a via que hoje é utilizada para fazer exactamente o mesmo trajecto.

Um dos problemas da introdução das portagens na A25 resulta do facto de esta ter sido construída essencialmente no mesmo traçado do antigo IP5, que foi criado há mais de duas décadas para ser um percurso mais rápido e eficaz em substituição da EN 16.

A EN 16, no percurso entre Viseu e Aveiro, atravessa localidades como São Pedro do Sul, Vouzela, Oliveira de Frades e Albergaria-a-Velha, mas, na sua extensão completa, além de Aveiro, Viseu e Guarda, atravessa ainda Mangualde, Fornos de Algodres e Celorico da Beira.

Esta via, nos dias de hoje, é utilizada apenas pela população que habita nas aldeias ao longo do seu percurso, porque as localidades mais importantes, como as sedes de concelho e de distrito têm vantagem na ligação permitida pela A25.

A A25 ficou concluída em 2006, e permite fazer de Aveiro a Vilar Formoso cerca uma hora e quarenta minutos, enquanto a realização deste mesmo percurso, utilizando a EN 16, pode demorar mais de quatro horas.

" viagem organizada a partir de Viseu, aquando da chegada a Aveiro, junto à rotunda das Pontes, na Av. Lourenço Peixinho, junta-se uma concentração de protesto organizada pelos elementos que lutam contra as portagens na A17, A 25 e A29.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG