Aviação

Caos no Aeroporto de Lisboa com dezenas de voos cancelados 

Caos no Aeroporto de Lisboa com dezenas de voos cancelados 

O caos no Aeroporto de Lisboa continua. Entre partidas e chegadas, está previsto o cancelamento de 42 voos este domingo. Sábado, foram anulados 65. As filas diminuíram, mas o desespero dos passageiros, alguns a tentarem resolver o problema há vários dias, aumenta.

É o terceiro dia que Gabriela Sivini está na fila do balcão da companhia aérea TAP, no Aeroporto de Lisboa, para tentar antecipar a ida para Recife, no Brasil. Estava marcada para dia 1 de julho, na passada sexta-feira, e foi reagendada para o próximo sábado, dia 9 de julho, mais de uma semana depois.

"Ainda nos deram um cartão de embarque para um voo para ontem, sábado. Recebemos uma mensagem a dizer que também este voo tinha sido cancelado, mas constatamos que nem existia porque quando colocamos o bilhete na máquina do aeroporto apareceu uma mensagem a dizer "voo inexistente"", conta.

PUB

Depois de viver um ano em Cascais, Gabriela Sivini está de regresso definitivo a Recife, com o marido e os filhos, de 12 e 16 anos. Já sem casa, e sem parte das malas, "despachadas pela companhia aérea", terá de pagar hotéis, alimentação e ainda roupa nova durante uma semana.

"Isto é uma falta de consideração pelas pessoas, é desumano. Estivemos nove horas na fila (para o balcão da TAP) na sexta e sete horas no sábado, e hoje não sei quantas horas vamos ficar aqui nem se vamos resolver o problema", criticou Gabriela.

David Medina, assim que aterrou em Lisboa, esta manhã, após uma viagem longa de Cancún (México), foi informado do cancelamento do voo para Zagreb (Croácia). O estudante do quinto ano de Medicina começava as aulas na Bósnia, na segunda-feira, mas já não chegará a tempo. "O voo foi reagendado para amanhã e tem escala em Amesterdão. Só chegaria na terça. Não tenho onde ficar e não conheço nada de Lisboa, estou um bocado assustado", partilhou o universitário, na fila para o balcão da TAP há quatro horas.

Robert, alemão, após alguns dias de férias em Portugal, tinha viagem de regresso a casa, na Alemanha, este domingo às 8 horas. "Recebemos uma mensagem às 2.00 horas a informar do cancelamento, já não podíamos fazer nada. Agora querem reagendar para terça, o que nos obrigará a pagar mais hotéis", criticou. Juanita Cárdenas, depois de viajar por sete países para celebrar o aniversário, ia regressar este domingo a Colorado, nos EUA, quando o voo foi cancelado e reagendado também para 48 horas depois. "Estamos aqui desde as 6.30 horas, há seis horas, para tentar antecipar o voo, mas duvido que consigamos. Não é uma boa forma de terminar o aniversário", lamentou.

Mário Matos, ia viajar em trabalho para a Croácia, mas já não vai. "Agora só me interessa a justificação. Já não chego a tempo do que ia lá fazer. Tenho colegas que iam partir de Madrid e os voos também foram cancelados, é um problema geral", observou.

Há constrangimentos em vários aeroportos à escala internacional. Este fim de semana a maioria recaíram sobre a companhia aérea TAP, mas os cancelamentos afetam várias companhias europeias. As informações estão em constante atualização na página oficial da ANA -Aeroportos de Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG