Economia

Caos no aeroporto de Lisboa com milhares de pessoas a desesperar por um voo

Caos no aeroporto de Lisboa com milhares de pessoas a desesperar por um voo

Milhares de pessoas aguardam, esta sexta-feira de manhã, no aeroporto de Lisboa ligações aéreas para os respectivos destinos, num clima de absoluto caos e revolta. Há seis mil malas amontoadas e pessoas que dizem que estão há 48 horas na aerogare sem qualquer apoio.

Filas sem fim à vista, pessoas a dormirem pelo chão, sem água e sem paciência. "Estivemos 10 dias em Lisboa e adoramos o país, mas em 12 horas conseguiram estragar tudo e quando conseguirmos sair a única certeza que levamos é que não voltaremos a Portugal", disseram ao JN vários cidadãos norte-americanos, que estiveram na convenção Rotary Internacional, que decorreu na capital.

Os passageiros acusam a TAP de os ter abandonado à sua sorte. "Ninguém vem aqui dar uma informação que seja", conta Miguel Nogueira, a espera de voo para a Indonésia.

Alem dos voos cancelados, há ainda o problema das bagagens perdidas. "Disseram-me que estão umas seis mil malas amontoadas e que até a situação normalizar ninguém vai deixar de atender ao público para ir procurar as nossas bagagens", destaca Giulia Ferrão, brasileira de São Paulo, há dois dias a aguardar ligação a Roma. "Nem posso tomar banho e mudar de roupa, porque não tenho mala", acrescenta.

O JN ouviu ainda queixas de pessoas que ficaram sem acesso a medicamentos, porque ficaram retidos, enquanto faziam a transição de voos.

O ambiente é de caos absoluto e todos os passageiros são muito duros nas críticas, acusando a TAP de não ter sido capaz de "elaborar um plano B" em face da greve geral de quinta-feira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG