Economia

Carlos Moedas comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação

Carlos Moedas comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação

O comissário indicado por Portugal para o futuro executivo comunitário, Carlos Moedas, vai assumir a pasta da Investigação, Ciência e Inovação, anunciou, esta quarta-feira, em Bruxelas, o presidente eleito da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

O sucessor de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia decidiu atribuir a Carlos Moedas, 44 anos, até agora secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o pelouro da Investigação, ficando assim o comissário português responsável pelo maior programa-quadro de sempre de investigação e inovação da UE, o Horizonte 2020, com um orçamento para os próximos sete anos no valor de quase 80 mil milhões de euros.

A nova "Comissão Juncker" deverá entrar em funções a 01 de novembro próximo, tendo o colégio de comissários que ser aprovado ainda pelo Parlamento Europeu, depois de audições de cada um dos comissários designados, que terão início ainda em setembro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG