Austeridade

CGTP marca ações de protesto para outubro

CGTP marca ações de protesto para outubro

A CGTP marcou iniciativas de protesto para outubro contra a política de austeridade do Governo, que irão culminar numa "grande ação nacional de luta" a 19 de outubro, poucos dias após a entrega da proposta de Orçamento do Estado.

"Perante um Orçamento do Estado que se perspetiva que vá agravar os cortes nas áreas sociais e na administração pública, os trabalhadores precisam de dar uma resposta muito determinada ao que está em marcha, por isso o Conselho Nacional da CGTP marcou uma grande ação nacional de luta, com enorme expressão de rua, para 19 de outubro em local a decidir", anunciou o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, em conferência de imprensa.

O protesto de 19 de outubro será precedido de um "dia de esclarecimento e mobilização nos locais de trabalho", a 1 de outubro, e um dia de "protestos variados", a 5 de outubro.

No primeiro dia de outubro, dia do aniversário da CGTP, os dirigentes da central vão desdobrar-se para estar em todo o país, nas empresas, para discutir com os trabalhadores os seus problemas e mobilizá-los para as ações de luta que vão ser promovidas em defesa das suas reivindicações e em protesto contra a política do Governo.

No dia 5 de outubro vão ser feitas greves totais e parciais, entre outras iniciativas, contra a retirada do feriado que assinalava a implantação da República e a redução do pagamento do trabalho extraordinário e em dia feriado.

Em setembro vão ser realizados plenários de dirigentes e ativistas sindicais da CGTP em todo o país para discussão da proposta reivindicativa e de ação.

"A prioridade máxima da CGTP e dos seus sindicatos é responder aos problemas dos trabalhadores e tentar resolver os seu problemas", disse Arménio Carlos, depois de ter feitos duras criticas ao Governo PSD/CDS.

PUB

"O Governo deve sair porque as suas políticas estão a prejudicar o país e os portugueses", afirmou, admitindo que a queda do executivo é a segunda prioridade da central sindical.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG