Economia

CGTP prevê manifestação pacífica frente ao Parlamento

CGTP prevê manifestação pacífica frente ao Parlamento

O secretário Geral da CGTP estimou, esta segunda-feira, que a manifestação de terça-feira encha o largo frente à Assembleia da República e apelou aos portugueses para que não tenham medo de participar nela porque não será um protesto violento.

"As informações que temos apontam para uma grande participação, é mais que certo que o largo em frente à Assembleia da República fique completamente cheio de professores, de funcionários públicos, de agricultores, de pensionistas e de autarcas que estão contra a extinção de juntas de freguesia", disse Arménio Carlos em conferência de imprensa.

O sindicalista disse aos jornalistas que deverão desfilar milhares de trabalhadores por várias ruas de Lisboa, durante a manhã, que convergirão para São Bento para manifestar o seu repúdio pelas medidas de austeridade previstas no Orçamento do Estado para 2013, que deverá ser aprovado por volta da hora de almoço.

Arménio Carlos admitiu que os confrontos que ocorreram no dia 14, junto ao Parlamento, entre manifestantes e a polícia de intervenção possam ter suscitado o medo de participar civicamente em manifestações.

"Mas não devem ter medo de protestar. Esta manifestação não é de violência mas contra a violência", afirmou.

"Não há maior violência que o aumento brutal de impostos ou o aumento do desemprego. A esta violência vamos responder com a força da nossa razão", acrescentou o líder da Intersindical.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG