Economia

CGTP vai pedir a Cavaco Silva para não promulgar nova legislação laboral

CGTP vai pedir a Cavaco Silva para não promulgar nova legislação laboral

A CGTP vai pedir ao presidente da República que não promulgue a revisão do Código do Trabalho sob pena de contribuir para o aumento do desemprego e pactuar com inconstitucionalidades.

"O combate ao desemprego é uma prioridade nacional, por isso entendemos que o presidente da República não deve promulgar o Código do Trabalho. Se o fizer será corresponsável pelo aumento do desemprego e pela facilitação dos despedimentos e porá em causa princípios constitucionais", disse o secretário-geral da Intersindical, Arménio Carlos, em conferência de imprensa.

A central sindical já pediu uma reunião a Cavaco Silva para lhe explicar os motivos do pedido e alertá-lo para a necessidade de respeitar o princípio do trabalho digno definido pela OIT.

A comissão Executiva da Intersindical fez hoje um balanço da aplicação do Memorando de Entendimento com a 'troika', que completa um ano, e concluiu que "os portugueses estão cada vez mais pobres.

"No último ano foram destruídos mais de 204 mil empregos, o desemprego atinge um milhão e 200 mil pessoas, das quais 860 já não têm qualquer proteção social, as desigualdades e a exclusão social não param de aumentar", disse Arménio Carlos.

Segundo o sindicalista, se as políticas económicas e sociais não mudarem entretanto, os portugueses vão perder em 2013, relativamente a 2009, 12% do poder de compra que tinham.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG