Aviação

Comandante ao serviço da TAP infetado com novo coronavírus

Comandante ao serviço da TAP infetado com novo coronavírus

Um comandante da White Airways que realizou na terça-feira um voo pela TAP, de Madrid para o Porto, está infetado com o novo coronavírus.

A White Airways e a TAP "confirmam que um comandante da White Airways que estava ao serviço da TAP Express e que realizou o voo TP1007 Madrid-Porto do dia 10 de março, foi diagnosticado, no mesmo dia, com teste de coronavírus positivo pelo Hospital de São João, no Porto".

De acordo com o comunicado divulgado, esta quarta-feira, pela companhia aérea de bandeira, "o comandante está com um estado de saúde estável e tanto a TAP como a White estão a prestar todo o apoio necessário ao colaborador da White Airways e restante tripulação".

A empresa assinala que todas as autoridades de saúde já foram contactadas, e que "de acordo com os parâmetros definidos pelas autoridades de saúde e as características técnicas do avião, não existe risco de contágio para os passageiros, já que o sistema de ventilação do 'cockpit' é independente do resto da cabina".

"Conforme as recomendações das autoridades, o copiloto e a chefe de cabina que trabalharam com o comandante nos voos desse dia estão em isolamento e a ser acompanhados pelas autoridades de saúde que estão articuladas com os serviços clínicos da UCS [Unidade de Saúde do Grupo TAP]", pode ainda ler-se no comunicado.

A TAP informou ainda que o avião ATR72 que efetuou o voo "foi submetido a todos os procedimentos de higienização e desinfeção previstos nos planos de contingência, após o que a aeronave foi libertada para serviço pelas autoridades de saúde".

A empresa de aviação portuguesa refere ainda que "tem implementado procedimentos adicionais de limpeza e desinfeção específicos para o coronavírus", ao utilizar produtos biocidas homologados, em linha com as orientações da Direção-Geral de Saúde (DGS)" e "segurança aeronáutica e dos fabricantes" dos aviões.

"As tripulações TAP estão, permanentemente, treinadas nos procedimentos de identificação, abordagem e tratamento de casos suspeitos de doença infetocontagiosa a bordo, onde se incluí o Covid-19 e dispõem em todos os voos do equipamento e consumíveis necessários para o efeito", refere ainda a empresa.

O número de casos confirmados em Portugal de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença Covid-19, subiu para 59, mais 18 do que os contabilizados na terça-feira, anunciou a Direção-Geral da Saúde (DGS).