Economia

Comércio a retalho em Portugal com pior registo da União Europeia

Comércio a retalho em Portugal com pior registo da União Europeia

As vendas do comércio de retalho em Portugal subiram 2,8% de julho para agosto, o segundo maior aumento entre os Estados-membros, mas recuaram 6% em termos homólogos, o pior registo na União Europeia, revela o Eurostat, instituto europeu de estatística.

Em agosto, em comparação com o mês anterior, o volume de vendas do comércio a retalho aumentou 0,1% na zona euro e recuou 0,1% na União a 27. Em julho, havia subido, em termos mensais, 0,1% na zona euro e 0,2% na União Europeia (UE).

Na comparação com agosto do ano passado, o índice de vendas baixou 1,3% na zona euro e manteve-se estável na UE.

Entre julho e agosto deste ano, as maiores subidas nas vendas do comércio a retalho pertenceram ao Luxemburgo (2,9%) e a Portugal (2,8%), enquanto as maiores descidas foram registadas na Polónia (1,3%) e na Dinamarca (1,1%).

Em relação a agosto de 2011, Portugal registou a maior queda (6%), seguido por Malta (5,4%), enquanto as maiores subidas pertenceram à Letónia (10 por cento) e ao Luxemburgo (9,2%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG