Economia

CP confirma ligação a Tui quatro vezes por dia

CP confirma ligação a Tui quatro vezes por dia

A ligação internacional que a CP assegurava até Vigo vai terminar e passar para Tui, Galiza, quatro vezes por dia, e não em Valença como estava previsto, admitindo a administração aumentar a sua frequência.

"O término e a partida dos quatro comboios, dois por sentido, que faziam a ligação Porto/Vigo passa a ser Tui, de modo a permitir um incremento na mobilidade dos passageiros, nomeadamente viabilizando a ligação do território nacional por via férrea à rede de transportes colectivos da Galiza", revelou fonte da CP à Agência Lusa.

A administração da empresa pública tinha anunciado que o serviço, a partir de domingo, passaria a terminar e a acabar em Valença, mas decidiu prolongar em cerca de dois quilómetros essa ligação diária.

"Adicionalmente, será avaliada a procura gerada em Tui aos nossos serviços, admitindo-se, se tal se justificar, estender outros serviços que terminam em Valença até àquela localidade galega", acrescentou a fonte.

Desta forma, o comboio português vai continuar a chegar à Galiza, mas num ramal que, à excepção da ligação portuguesa até Vigo, não recebe qualquer outro serviço de passageiros por parte da empresa espanhola Renfe.

A estação ferroviária, galega, com serviço de passageiros mais próxima passa a ser a de Porriño, a 12 quilómetros de distância.

Apesar da garantia de terminar com o serviço até Vigo este domingo, a administração admite voltar atrás com a decisão se, da parte da congénere Renfe, existir disponibilidade para suportar os custos do serviço na rede espanhola.

"Caso a Renfe reconsidere e aceite a proposta inicial da CP, de assumir a totalidade dos encargos da ligação entre aquelas duas cidades espanholas [Tui a Vigo], estaremos disponíveis para continuar a garantir com os comboios portugueses esse transporte ferroviário para lá da fronteira portuguesa", explicou a administração.

Com o fim do serviço da CP, a linha espanhola entre Tui e Porriño, que, tal como do lado português, não recebeu qualquer modernização nos últimos anos, passa a ser utilizada apenas três vezes por semana para ligações de carga a Portugal.

Outras Notícias