Economia

Crise na zona Euro não tem precedentes, diz Durão Barroso

Crise na zona Euro não tem precedentes, diz Durão Barroso

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, anunciou, segunda-feira, que Bruxelas vai regular as agências de 'rating' e que no Outono serão apresentadas propostas legislativas concretas.

"Vamos regular as agências de notação. No Outono, viremos com propostas legislativas concretas. Estamos a concluir a análise de impacto", afirmou o presidente da Comissão Europeia, em entrevista à RTP.

Na entrevista, Durão Barroso adianta que em 2008 Bruxelas "consultou os Estados-membros" sobre a "hipótese de regular de maneira mais efectiva" as agências de notação financeira, o que foi rejeitado, uma vez que poderia ser considerado "um ataque aos mercados".

O presidente do Executivo comunitário considerou ainda que as agências de 'rating' "são actores de mercado que muitas vezes reflectem exageradamente tendências de mercado", o que pode levar a ter "efeitos negativos".

Sobre a eventualidade de a crise se estender a países como a Itália - que hoje registou uma subida dos juros da dívida - ou Espanha, o presidente da Comissão Europeia afirmou: "Já se sabia disso há algum tempo. Não é uma surpresa total".

Salientando que a crise que assola os países da moeda única é "sem precedentes", Durão Barroso defendeu que o esforço feito pela União Europeia em ajudar os Estados em dificuldades, dando o exemplo do fundo de resgate ou o fundo europeu de flexibilização financeira.

Sobre a necessidade de consenso entre os membros da União Europeia, Durão Barroso admitiu que gostaria que a resposta fosse "mais ágil".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG