Economia

Despedimentos colectivos cresceram 62%

Despedimentos colectivos cresceram 62%

A três meses do fim do ano, o número de trabalhadores alvo de despedimento colectivo já havia ultrapassado o total de 2010 em 360. Até Setembro, foram despedidas 3822 pessoas de 412 empresas, o dobro do ano passado. O peso do Norte é superior a 40%.

Os dados, divulgados esta segunda-feira, são da Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho e atestam o agravar da situação económica do país e das empresas. Comparando os dados relativos igualmente ao terceiro trimestre de 2010, o aumento de despedimentos colectivos concluídos levou a uma diferença de mais 1469 pessoas no desemprego, ou seja, num agravamento superior a 62%. Até Setembro de 2010, haviam sido despedidas 2353 pessoas.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG