Economia

Défice até novembro está mil milhões abaixo do limite da troika

Défice até novembro está mil milhões abaixo do limite da troika

O défice público de janeiro a novembro está cerca de mil milhões abaixo do limite da troika, indica o Ministério das Finanças. Apesar do dramatismo dos últimos dias, o Governo, através da Direção-Geral do Orçamento, mostra que o exercício orçamental está "em linha com os objetivos orçamentais definidos para o corrente ano".

"Nos primeiros onze meses do ano, o défice provisório das Administrações Públicas, relevante para efeitos de cumprimento do PAEF (Programa de Ajustamento Económico e Financeiro), foi de 7.757,3 milhões de euros.

A meta combinada entre o Governo e a troika é 8900 milhões de euros.

Um dos contributos mais importantes para travar o défice foi a cobrança de impostos. Segundo o mesmo comunicado "a receita fiscal líquida do Estado, no mês de novembro, apresentou um crescimento (mensal) de 16,5%, um dos mais expressivos do ano".

Assim, "a receita fiscal acumulada do Estado entre janeiro e novembro de 2013 cresceu 9,2%, face a igual período de 2012, superando já o crescimento de 8,9% previsto na segunda alteração ao Orçamento do Estado para 2013".

Este aumento da carga fiscal "corresponde a um aumento de 2.660 milhões de euros, em termos homólogos, e representa uma melhoria de 0,8 pontos percentuais relativamente à variação observada até outubro (por memória: 8,4%)".

As Finanças explicam que este desempenho "resulta da recuperação da generalidade dos impostos, quer diretos quer indiretos, em particular do IRS (crescimento de 30,9%), do IRC (crescimento de 9,2%) e do IVA (crescimento de 1,4%)".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outros Artigos Recomendados