Economia

Fisco de olho em 180 mil contribuintes com negócios ibéricos

Fisco de olho em 180 mil contribuintes com negócios ibéricos

A troca automática de informações sobre as empresas e particulares que têm atividade em Espanha e Portugal abrangeu já 180 mil contribuintes. Em causa estão operações relacionadas com IVA, IRS e IRC.

Tem uma casa de férias em Espanha mas reside em Portugal e costuma alugá-la? Então, desde janeiro deste ano que as autoridades fiscais dos dois países trocam informação de forma a verificar se aquilo que cobrou de renda bate certo como rendimento que declarou por cá. Este sistema de troca é automático, quando estão em causa operações transfronteiriças, e deverá em breve estender-se a mais países da União Europeia.

Esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais esteve reunido em Madrid com o seu homólogo espanhol, para um balanço do primeiro ano do acordo que abriu portas a esta troca automática e cujo objetivo é combater a fraude e evasão, mostrando aos contribuintes que a margem para declararem valores de rendimento, mais-valias ou de impostos diferentes dos reais é cada vez mais apertada.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG