Turismo

Governo relança turismo sénior no Inatel com 13 mil vagas

Governo relança turismo sénior no Inatel com 13 mil vagas

Viagens vão dar prioridade a zonas afetadas por incêndios. Candidaturas são em junho.

O ministro do Trabalho e da Segurança Social e a secretária de Estado do Turismo apresentam esta quinta-feira em Fornos de Algodres o novo Programa Turismo Sénior do Inatel. O local escolhido para relançar esta iniciativa tem um objetivo: o governo quer que o programa também ajude a promover a atividade económica das regiões do interior e vai fazer parcerias com mais de 50 hotéis privados para alargar oferta.

A fase de inscrições para o período de férias de setembro a dezembro do Programa Turismo Sénior do Inatel arranca daqui um mês e meio e há 13 mil vagas disponíveis, estando prevista a organização de 260 viagens. Em ambos os casos verifica-se um forte crescimento face às 2300 vagas e 46 viagens da primeira fase.

Além do crescimento de vagas, o Programa de Turismo Sénior traz outras novidades: enquanto a primeira fase apenas incluirá unidades hoteleiras da rede do Inatel, nas férias de setembro a dezembro está prevista a concretização de parcerias com unidades privadas. Para o efeito serão lançados concursos públicos com vista à realização de parcerias com mais de 50 hotéis em todo o país, segundo adiantou fonte oficial do Ministério do Trabalho.

O Programa de Turismo Sénior do Instituto Nacional para o Aproveitamento dos Tempos Livres (Inatel)esteve parado durante vários anos, pretendendo-se com este relançamento aproveitar para que a definição das viagens privilegie os hotéis localizados em zonas do interior do país mais afetadas pelos incêndios de junho e de outubro. Este objetivo coordena-se com os objetivos gerais do programa (que dá pelo nome de 55 +.pt) de potenciar o envelhecimento ativo, proporcionar o contacto intergeracional, combater o isolamento e a exclusão social ou ainda de democratizar o acesso a atividades de turismo e de lazer.

As candidaturas para a fase 2 vão decorrem em junho e julho, podendo ser feitas nas 25 unidades locais do Inatel existentes por todo o país. A mesma fonte oficial adianta que brevemente será possível realizá-las online no site do Inatel. As candidaturas são depois avaliadas à luz dos critérios de elegibilidade para o programa, havendo critérios de majoração.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia