O Jogo ao Vivo

Ataque

Hackers divulgam dados de mais de cem mil clientes da TAP

Hackers divulgam dados de mais de cem mil clientes da TAP

Grupo de piratas informáticos publicou informações como moradas, contactos telefónicos e datas de nascimento e ameaça divulgar até 1,5 milhões de dados pessoais.

O grupo de hackers Ragnar Locker publicou, na noite desta segunda-feira, 12, dados relativos a 115 mil clientes da TAP. Os piratas informáticos divulgaram informações como nomes, nacionalidades, moradas, contactos telefónicos e datas de nascimento de passageiros que constam da base de dados da transportadora aérea, avança o Expresso.

"Embora tenha sido possível conter a intrusão numa fase inicial, os atacantes conseguiram obter informações limitadas, em particular determinados dados pessoais de alguns dos nossos clientes", confirma a transportadora ao semanário.

PUB

Já o Público adianta que dos 115 mil clientes afetados, 19 integram organizações governamentais nacionais, sendo que a maioria respeita aos governos regionais dos Açores e da Madeira.

Os piratas informáticos, que reivindicaram a autoria do ataque no seu blogue na deepweb, ameaçam divulgar 1,5 milhões de dados relativos a clientes da TAP.

A publicação deste conteúdo surge depois de a companhia ter sido alvo de um ciberataque a 25 de agosto. Na altura, a TAP garantiu, em comunicado não ter "apurado qualquer facto" que permitisse "concluir ter havido acesso indevido a dados de clientes". A empresa garantia estar a adotar "todas as medidas de contenção e remediação adequadas para proteger a empresa e os seus clientes".

Já no início de setembro, a TAP contactou vários clientes por email, alertando para o uso indevido dos seus dados, no seguimento do ataque informático. "Os hackers publicaram as seguintes categorias de dados em relação a um número limitado de clientes, entre os quais se inclui: nome, nacionalidade, género, morada, email, contacto telefónico, data de registo de cliente e número de passageiro frequente", noticiou o Observador.

Leia mais em Dinheiro Vivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG