Economia

Aumento do IRC e do IRS vai durar dois anos

Aumento do IRC e do IRS vai durar dois anos

Pedro Passos Coelho revelou esta manhã que o "imposto solidário" será aplicado durante dois anos e não apenas em 2012, como tinha sido entendido depois da conferência de imprensa de ontem do ministro das Finanças.

Desta forma, o agravamento da taxa máxima de IRS e da tributação das empresas mais lucrativas em sede de IRC terá lugar, não só em 2012, como em 2013. "Pediremos aos portugueses um contributo especial durante dois", afirmou o primeiro-ministro, numa conferência de imprensa conjunta com a chanceler alemã Angela Merkel, em Berlim.

Passos Coelho explicou ainda que o governo decidiu que "não iria penalizar o capital, numa altura em que é preciso atrair capitais para o país".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia