Economia

Impresa vai vender todas as revistas do grupo

Impresa vai vender todas as revistas do grupo

Impresa está em conversações com, pelo menos, três potenciais compradores.

A Impresa, detentora do jornal Expresso e da SIC, decidiu vender as 13 revistas do grupo, incluindo a Visão, no âmbito de uma reorientação estratégica que passa por se focar no digital e no audiovisual.

O grupo confirmou, em comunicado, que "tendo em conta o Plano Estratégico elaborado para o triénio 2017-2019, a Impresa procederá a um reposicionamento estratégico da sua atividade, que implicará uma redução da sua exposição ao setor das revistas e um enfoque primordialmente nas componentes do audiovisual e do digital".

"Nesse sentido, iniciou um processo formal de avaliação do seu portfolio e respetivos títulos, que poderá implicar a alienação de ativos", refere a Impresa. Adianta que "a prioridade passa por continuar a melhorar a situação financeira do grupo, assegurando a sua sustentabilidade económica, e logo a sua independência editorial".

O Dinheiro Vivo apurou que a Impresa tem em curso conversações com, pelo menos, três potenciais compradores. A Impresa detém, além do jornal Expresso e da SIC, vários outros títulos incluindo a revista Visão, a Caras, o Blitz, a Activa, a Exame e a Exame Informática.

Sindicato preocupado

A Direção do Sindicato dos Jornalistas reagiu, pouco depois, à intenção manifestada hoje pelo grupo fundado por Francisco Pinto Balsemão. Em comunicado, o sidicato "manifesta preocupação com a agitação no grupo Impresa e já pediu uma reunião urgente com o presidente do Conselho de Administração para que sejam prestados esclarecimentos sobre a anunciada "redução da exposição do grupo ao setor das revistas".

Manifestando solidariedade com os colaboradores do grupo, a direção sindical "lamenta que, neste quadro, o Conselho de Administração não tenha em conta a situação laboral de cerca de duas centenas de trabalhadores".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Conteúdo Patrocinado