Economia

O que levou o Governo a trocar seis secretários de Estado

O que levou o Governo a trocar seis secretários de Estado

Paulo Braga Lino abandona a secretaria de Estado da Defesa e Juvenal Silva Peneda deixa o cargo de secretário de Estado Adjunto da Administração Interna. Embora ambos tenham alegado razões pessoais, o motivo para a saída poderá estar relacionado com os contratos de risco na Metro do Porto, quando eram responsáveis da empresa.

Segundo avança o Público, Braga Lino e Silva Peneda foram afastados devido ao buraco de 800 milhões de euros nas contas da transportadora, aberto na sequência da contratualizalição de swaps - contratos de cobertura de financiamento. Estes produtos financeiros da empresa - a segunda que acumula mais perdas potenciais (832,4 milhões de euros até Setembro de 2012) - foram contratados entre 2003 e 2009, numa negociação com os bancos feita pela direcção financeira, pelouro que Braga Lino repartia com Mário Coutinho dos Santos.

Também Marcelo Rebelo de Sousa apontou ontem, na TVI, que a remodelação dos secretários de Estado Braga Lino e Silva Peneda estaria relacionada com o envolvimento dos governantes na celebração de contratos de cobertura de financiamento que se revelaram ruinosos para a empresa Metro do Porto. Para o ex-líder do PSD, a saída dos secretários de Estado é uma "antecipação" ao relatório da Inspeção Finanças, que investiga um produto financeiro arriscado, associado a empréstimos bancários, na Metro do Porto e em Lisboa.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia