duodécimos

Maioria de trabalhadores rejeitou duodécimos

Maioria de trabalhadores rejeitou duodécimos

A proposta lançada pelo Governo para uma entrega fracionada dos subsídios de férias e de Natal não convenceu os portugueses, que ainda preferem receber os 13.º e 14.º meses.

O limite legal para os trabalhadores rejeitarem este pagamento terminou ontem e, apesar de alguma divisão, são várias as empresas que vão pagar mais subsídios integrais do que duodécimos.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG