Economia

Milhares obrigados a devolver subsídios de desemprego e doença

Milhares obrigados a devolver subsídios de desemprego e doença

A Segurança Social está a enviar cartas aos beneficiários do subsídio de desemprego e de doença para que devolvam uma parcela da prestação referente aos meses de agosto e setembro.

Em causa estão os cortes de 6% e 5% que estas prestações enfrentam desde o mês de julho, mas que a Segurança Social não acomodou nos pagamentos efectuados.

A carta, que está a ser enviada diz que houve um "pagamento indevido" e que por isso, os beneficiários têm 30 dias para devolver a verba em causa. De acordo com as estatísticas da Segurança Social, existiam em agosto 387.047 beneficiários do subsídio de desemprego e 93.570 beneficiários de subsídio de doença, mas as prestações inferiores a 419 euros estão protegidas.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia