Economia

Passos diz que falta pagar 15 mil milhões em estradas

Passos diz que falta pagar 15 mil milhões em estradas

As rendas excessivas no setor das estradas e da energia foram "herdadas do anterior executivo" socialista, acusa o Governo numa apresentação publicada no seu portal oficial na internet. O Governo diz ter reduzido os gastos com as PPP das estradas mas que ainda vão custar quase 15 mil milhões.

De acordo com o panfleto intitulado "Repartição Equitativa dos Sacrifícios", "o Governo tem vindo a cortar as rendas excessivas herdadas do anterior executivo" e calcula-se que no sector das PPP rodoviárias terá conseguido já uma "poupança de 7,5 mil milhões de euros, com uma redução de 33,5% dos custos anteriormente previstos".

A fatura com as PPP das estradas era, antes da negociação, 22,3 mil milhões de euros. Agora, vão custar quase 15 mil milhões (14,8 mil milhões de euros).

O Governo PSD/CDS insiste que as PPP das estradas, "em particular as desenvolvidas nos últimos anos, foram ruinosas para o interesse público".

No sector energético, o Governo diz já estar a "aplicar um segundo conjunto de medidas que representam poupanças entre 1000 e 1400 milhões de euros". Antes desta fase, "as renegociações lideradas pelo Governo já obtiveram poupanças para o Estado que ascendem até 2100 milhões de euros".

A equipa de Passos dá ainda como exemplo de "Repartição Equitativa dos Sacrifícios" as taxas sobre os bancos em 2014 e sobre os contribuintes com maior capacidade contributiva, sejam em sede de IRC (empresas), seja o IRS (particulares).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG