Transportes

Venda de passes para estudantes não será suspensa após garantia do Governo

Venda de passes para estudantes não será suspensa após garantia do Governo

Associação de transportadoras reclama dívida de mais de sete milhões de euros e diz que voltará a suspender venda em outubro se não houver pagamento.

Os estudantes vão poder ter transportes mais baratos no regresso às aulas. Foi retomada a venda dos passes de transportes públicos para estudantes, depois de o Governo ter garantido que vai saldar a dívida de mais de sete milhões de euros junto das empresas do sector. O anúncio foi feito ao final da tarde desta segunda-feira pela Antrop, a associação que representa as empresas de transportes rodoviários privados.

"Em face desta garantia, a Antrop aceita retomar, de imediato, a venda dos referidos passes com o desconto respetivo", refere nota de imprensa divulgada pela associação. Esta suspensão afetava os passes 4_18, sub23 e social+.

O Governo, através do Ministério do Ambiente e da Transição Energética, garantiu que no dia 5 de setembro será aprovada uma resolução, em Conselho de Ministros, "que permite o pagamento das verbas reclamadas pela Antrop".

Ao início da tarde, a Antrop denunciou o atraso no pagamento do Estado: "todo o ano de 2019 está em falta. Nós somos obrigados a vender os passes de estudante com desconto de 25%, no mínimo, e o Governo, que se comprometeu a pagar-nos esse diferencial mensalmente, ainda não pagou um único cêntimo".

O ministério liderado por João Matos Fernandes sustentou que este atraso se devia à "necessidade de reconfirmar as verbas em causa".

De fora desta situação estão os passes afetos ao programa de apoio à redução tarifária (PART), em que o montante do Orçamento do Estado e das autarquias se dirige às comunidades intermunicipais e áreas metropolitanas.

Sobre esta matéria, o ministério tutelado por João Matos Fernandes garante que este pagamento "pagamento tem sido disponibilizado antecipadamente".

Esta não é a primeira vez que as empresas de transporte rodoviário ameaçam deixar de vender os passes para estudantes. Em 2018, em novembro, a Antrop deixou a mesma ameaça, por causa de uma dívida orçada em 14 milhões de euros, que acabaria por ser saldada no final desse mês.

Tendo isso em conta, a associação de transportadoras ameaçou com nova suspensão se a dívida deste ano não fora paga: "as empresas retomarão a suspensão da venda dos passes referentes ao mês de outubro, no caso das quantias em dívida não forem liquidadas entretanto".