BES

CDS-PP acusa Oposição de "número" em torno de carta de Salgado

CDS-PP acusa Oposição de "número" em torno de carta de Salgado

O CDS-PP acusou os partidos da Oposição de fazerem um "número" em torno da carta de Ricardo Salgado enviada à comissão de inquérito BES/GES e do pedido de audições no Parlamento.

Em declarações aos jornalistas à margem da audição desta quinta-feira - do ex-administrador do BES e Novo Banco José Honório - a deputada coordenadora do CDS-PP na comissão, Cecília Meireles, disse que houve um "número" da Oposição que consiste em "pedidos de audições, para ouvir vários membros do Governo".

"Do ponto de vista do grosso (...) traz muito poucas novidades" a carta de Salgado enviada à comissão parlamentar de inquérito, acrescentou a centrista.

PS, PCP e Bloco de Esquerda (BE) reclamaram que o presidente da República responda a questões dos deputados da comissão de inquérito BES/GES sobre as reuniões tidas em 2014 com Ricardo Salgado.

Os socialistas e os comunistas apelaram ainda à vinda a breve trecho ao Parlamento do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, audição já acordada mas ainda sem data agendada.

O antigo presidente executivo do BES Ricardo Salgado reuniu-se duas vezes em 2014 com o presidente da República tendo alertado Cavaco Silva sobre os "riscos sistémicos" envolvendo o GES e o BES, diz o ex-banqueiro em carta endereçada à comissão parlamentar de inquérito e a que a agência Lusa teve acesso.