O caso BES

Relatório diz ser "provável" que Salgado tenha ocultado contas

Relatório diz ser "provável" que Salgado tenha ocultado contas

O relatório preliminar da comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo indica ser "provável" que Ricardo Salgado tenha "estado envolvido na ocultação de contas da Espírito Santo International desde 2008".

O texto está a ser apresentado, desde cerca das 10.15 horas, pelo deputado relator da comissão de inquérito, Pedro Saraiva (PSD).

Para além do "provável" conhecimento de Salgado da ocultação de contas da Espírito Santo International (ESI), holding do Grupo Espírito Santo (GES), também José Castella, 'controller' financeiro do grupo, teria conhecimento da ocultação, embora em menor escala do que Salgado, frisou o deputado relator.

Pedro Saraiva faz esta quinta-feira uma exposição inicial de cerca uma hora e depois será questionado pelos vários partidos em duas rondas sobre o texto preliminar por si apresentado.

Posteriormente, e até dia 23, serão apresentadas as propostas de alteração dos partidos ao relatório preliminar, e no dia 29 de abril o texto final terá de estar pronto.

A comissão foi proposta pelo PCP - e aprovada por unanimidade dos partidos - e teve a primeira audição a 17 de novembro do ano passado, tendo sido escutadas dezenas de personalidades, entre membros da família Espírito Santo, gestores das empresas do grupo, reguladores, supervisores, auditores e agentes políticos, entre outros.

O objetivo do trabalho dos parlamentares é "apurar as práticas da anterior gestão do BES, o papel dos auditores externos e as relações entre o BES e o conjunto de entidades integrantes do universo do GES, designadamente os métodos e veículos utilizados pelo BES para financiar essas entidades".

PUB

O caso BES

Outras Notícias