Economia

Rioforte não teve interação com a PT para investimento de 900 milhões de euros

Rioforte não teve interação com a PT para investimento de 900 milhões de euros

O presidente executivo da Rioforte afirmou, esta terça-feira, que não teve interação com a Portugal Telecom para o investimento de 900 milhões de euros sobre a holding do Grupo Espírito Santo e que a operação foi colocada pela direção do BES.

"Não tive qualquer interação com a PT [Portugal Telecom]. Não porque não estivesse disponível, mas porque não nos foi pedida a nossa intervenção", disse João Rodrigues Pena, que está a ser ouvido esta terça-feira na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES.

"A operação foi colocada pela direção do BES", disse o CEO da Rioforte, admitindo "não se recordar dos nomes das pessoas que estiveram envolvidas" na colocação dessa dívida, quando questionado pela deputada socialista Ana Paula Vitorino.

João Rodrigues Pena considerou ainda que "um tomador de uma operação obrigacionista", neste caso a PT, "fá-lo de forma consciente e instruída", afirmando que o conselho executivo da Rioforte esteve "sempre disponível para dar toda a informação".

"A decisão terá cabido à entidade tomadora", afirmou ainda João Rodrigues Pena.

A PT SGPS investiu cerca de 900 milhões de euros em papel comercial da Rioforte, investimento do qual não foi reembolsada e que deixou um 'buraco' nas contas da operadora portuguesa.

Ainda em respostas a questões colocadas pela deputada socialista, o presidente executivo da Rioforte disse ainda desconhecer o responsável pela ocultação do passivo da Espírito Santo Internacional (ESI).

Outros Artigos Recomendados