Os últimos 10 anos no Norte em números

Opinião: Uma nova indústria nasceu

Opinião: Uma nova indústria nasceu

A indústria de calçado é apontada como um dos setores mais dinâmicos da economia nacional. No espaço de duas décadas, sofreu uma verdadeira metamorfose. De setor tradicional e de mão de obra intensiva, evoluiu para uma indústria moderna, voltada para o exterior e altamente competitiva. Desde 2010, as vendas de calçado português aumentaram mais de 50%, o preço médio entre os produtores é o segundo mais elevado, a nível mundial, e 98% da produção é exportada para 152 países, nos cinco continentes.

Do ponto de vista estratégico, assumiu o objetivo de ser a grande referência internacional do ponto de vista tecnológico, adotando uma matriz centrada na investigação e desenvolvimento, em parceria com o Centro Tecnológico de Calçado e com uma rede de mais de 50 parceiros (universidades, empresas, entidades do sistema científico e tecnológico). Com isso, contribuiu para o desenvolvimento de raiz de mais de 100 equipamentos "made in Portugal" (alguns são exportados para todo o Mundo) e conquistou uma capacidade de resposta rápida ímpar, mesmo a pequenas séries.

Complementarmente, assumiu sem preconceitos a abordagem de novos mercados, privilegiando nichos de mercado de alto valor acrescentado e apostou em campanhas de comunicação e de imagem arrojadas, capazes de reposicionar a oferta à escala internacional.

O grande desafio passa, agora, por atrair jovens talentos para a indústria, de modo a tornar o calçado português ainda mais moderno e extrovertido.

Os últimos 10 anos no Norte em números