Top Exporta 17

Santander investe na formação dos clientes

Santander investe na formação dos clientes

As empresas portuguesas devem aproveitar as oportunidades abertas com o crescimento da economia mundial e, em particular, da europeia, para onde vão 75% das nossas exportações, para fazer negócios, defendeu o presidente da Comissão Executiva do Santander Totta.

Dirigindo-se a uma plateia de empresários com vocação exportadora, a quem elogiou o esforço e estratégia, António Vieira Monteiro disse que "continua a haver hipóteses de trabalhar estes mercados".

Mas, alertou, "o mundo está numa grande transformação que passa pela digitalização". É uma estratégia que "vai atravessar as nossas empresas de cima a baixo e mudar a nossa forma de trabalhar".

Também por isso, aquele responsável afirmou o compromisso do banco em ir além da função financiadora, com projetos de apoio à atividade das empresas.

Em todo o caso, e como precisou António Vieira Monteiro, "desde 2008 até hoje já concedemos às empresas portuguesas 35 mil milhões de euros de crédito e sempre com qualidade abaixo dos 4%."

Exemplos dessa nova estratégia complementar ao financiamento são o portal para as empresas exportadoras, o international desk e também uma nova área de formação. É o caso de um programa que consiste em ir buscar jovens licenciados às universidades que vão estagiar em empresas, em estágios suportados pelo Santander Totta.

"Já temos 1600 empresas que recorreram a estes cursos de formação e podemos dizer que são cursos que a partir de um determinado momento vão falar cada vez mais da digitalização". O banco quer apoiar tudo o que é a preparação dos clientes para o futuro, reiterou o banqueiro.

"Estamos integrados no maior maior grupo europeu e somos o maior banco da América Latina, tendo por isso contacto direto com os nossos bancos e vantagens internas que resultam da nossa capitalização".

Falando no encerramento da conferência Top Exporta 2017, realizada terça-feira em Lisboa, António Vieira Monteiro destacou o facto de o banco ser "o mais capitalizado da praça". "Somos o banco com melhor rating que ao longo de toda a a crise nunca perdeu dinheiro, sendo, por isso, o que está mais perto dos vencedores, como as empresas exportadoras portuguesas".

Top Exporta 17

ver mais vídeos