Lançamento

DS9: luxo francês já chegou a Portugal

DS9: luxo francês já chegou a Portugal

A DS, marca francesa de automóveis de luxo, lançou em Portugal o seu top de gama, o DS9 na versão híbrida plug-in E-TENSE. Com dois níveis de equipamento, Performance Line + e Rivoli +; o modelo está equipado de um motor térmico 1.6 sobrealimentado e motor elétrico, debitando um total de 225 cv de potência e 360 Nm de binário

Tratando-se de um topo de gama, o DS9 é longo, medindo 4,93 metros de comprimento e 1,85 m de largura, e tem uma silhueta elegante, com um óculo traseiro fortemente inclinado, ao estilo "fastback", com um formato de carroçaria de três volumes.

A marca, agora pertencente ao grupo Stellantis (que juntou a PSA - Peugeot, Citroen e Opel - à FCA - Fiat Chrysler Automobile ), liderado pelo português Carlos Tavares, fez questão de introduzir no DS9 elementos estéticos alusivos ao DS original de 1955, como sejam as formas cónicas nas extremidades exteriores posteriores do tejadilho, inspiradas na lendária berlina, que foram redesenhadas para acolher novas luzes traseiras, que assinalam a presença do automóvel.

As secções laterais são lisas, com uma linha alongada que se prolonga dos faróis dianteiros até às óticas traseiras, os puxadores das portas são embutido e o tejadilho bicolor, enfatizando a elegância.

Refere a marca que "as óticas esculpidas assumem o efeito de escamas, criando um contraste de efeito tridimensional vincado".

"As óticas decoradas por sabres laterais constituem uma homenagem aos elementos de design dos grandes carroçadores franceses da década de 1930. Elegante e estreita, a terceira luz de travagem contribui para dar a impressão de a traseira ser mais larga e reforça o efeito visual do óculo traseiro", sublinha a DS.

PUB

Mecânica

O novo DS 9 E-TENSE alia um motor a gasolina PureTech 1.6 sobrealimentado a um motor elétrico, debitando uma potência combinada de 225 cv e disponibilizando 360 Nm de binário máximo, geridos por uma caixa automática de oito velocidades.

Tem uma bateria de 11,9 kWh de capacidade, que lhe permiti uma autonomia em modo puramente elétrico, e de acordo com a norma WLTP, de 56 quilómetros e um consumo em ciclo misto é de 1,5 l/100 km, com emissões de 33 a 34 g/km de CO2.

O sistema híbrido aciona o motor elétrico em várias ocasiões, nomeadamente no arranque, quando o condutor pressiona mais o acelerador, nas ultrapassagens e no modo de condução elétrico, que tem uma velocidade limitada a 135 km/h.

O modo Electric é sempre selecionado automaticamente no arranque, sendo complementado por um modo Hybrid, concebido para gerir automaticamente os diferentes tipos de energia: condução 100% elétrica, 100% a gasolina ou a combinação de ambos, se a situação o exigir.

Na posição E-TENSE Sport, é aproveitada a potência disponível a partir da combinação do motor a combustão e do motor elétrico, ajustando o curso do pedal do acelerador, o regime de passagem da caixa de velocidades, a assistência da direção e a resposta da suspensão controlada eletronicamente.

O DS 9 usa um sistema de regeneração que recupera energia cinética para a bateria nas fases de desaceleração e travagem, possuindo uma função "B" que aumenta o poder de desaceleração - e recuperação - do motor elétrico, que é ativada puxando-se para trás o seletor da caixa de velocidades.

Por seu turno, a função E-Save permite reservar níveis de energia na bateria, programáveis através do computador de bordo, para cumprir determinadas secções do percurso no modo puramente elétrico quando, por exemplo, o condutor sabe que vai entrar em zonas urbanas ou exclusivas para baixos níveis de emissões.

O carregador de bordo de 7,4 kW permite que a bateria seja carregada em 1.30 horas, em pontos de carregamento domésticos ou públicos. O cabo fornecido de série é do tipo Modo 2 8A.

Personalização e tecnologia

O DS9 permite diversas opções de personalização e cada tema interior, batizado com o nome de bairros famosos de Paris, tem o seu próprio caráter, com bancos forrados a couro ou Alcantara®.

Em Portugal a gama contempla quatro interiores diversos, com os bancos em Alcantara® preto na DS Inspiration PERFORMANCE Line®, em couro granulado na DS Inspiration RIVOLI, e em couro Art Rubis Nappa da DS Inspiration OPÉRA. Na versão topo de gama é também oferecida com iluminação ambiente ajustável e multicolor, com oito tonalidades de cor e um volante integralmente revestido a couro Art Rubis.

A DS aplicou na sua berlina diversos equipamento de topo e salientamos o "DS Active Scan Suspension", que recorre a uma câmara dianteira para "leitura" da estrada, sensores de nível, acelerómetros e sensores do grupo motor/caixa para registar todos os movimentos e preparar o amortecimento de cada roda em função das imperfeições do piso.

O DS 9 permite uma condução semiautónoma de Nível 2, sendo que a velocidade é controlada em função do tráfego que circula na via. O sistema utiliza vários sensores para posicionar o carro ao centro na sua faixa de rodagem, de acordo com as intenções do condutor no controlo da direção.

É utilizável até aos 180 km/h (dependendo da legislação de cada país) e o sistema controla a velocidade e a direção, sempre com a supervisão do condutor. A gestão da velocidade é assumida pelo programador de velocidade adaptativo.

Entre outras funções, o sistema controla automaticamente a condução em congestionamentos de tráfego, seguindo o veículo da frente no "pára-arranca" sem necessidade de intervenção do condutor. No que toca à função Start/Stop do motor, se o automóvel estiver parado menos de três segundos, o motor volta a arrancar automaticamente. Se estiver imobilizado durante mais tempo, basta pressionar uma tecla ou o pedal do acelerador para o motor do DS 9 E-TENSE arrancar novamente.

Já usado noutros modelos do grupo, o DS Night Vision possui uma câmara de infravermelhos, instalada na grelha dianteira, capaz de detetar peões, ciclistas e animais até 100 metros de distância. O condutor visualiza os alertas no grande painel de instrumentos digital, que são apresentados em dois níveis: primeiro em cor amarela e depois em vermelha.

Versões em Portugal

No mercado português o DS9 divide-se em dois níveis de equipamento, o Performance Line + e o Rivoli +, mas todas as versões possuem, por exemplo, a suspensão ativa DS Active Scan Suspension , alerta de desvio de trajetória com correção automática de direção, travagem automática de emergência, reconhecimento de sinais de trânsito, programador de velocidade com limitador e jantes em liga leve de 19 polegadas.

O Rivoli + tem adicionalmente de série os sistemas de alerta de cansaço do condutor, de posicionamento na faixa de rodagem, bancos dianteiros aquecidos, ventilados e com função de massagem, e sistema de climatização tri-zona, para citar apenas os equipamentos mais relevantes.

O DS 9 E-TENSE Performance Line + tem bancos forrados a Alcantara® e o Rivoli + a couro Preto Basalte. Para este último é possível optar pelas DS Inspirations Opéra Couro Preto Basalto ou Couro Red Rubis (3950 euros).

Entre o equipamento opcional está o estacionamento automático (1000 euros no Performance Line + e 600 euros no Rivoli +), o sistema de visão noturna (1850 euros no Performance Line + e 1300 euros no Rivoli +) e o Pack Lounge de bancos traseiros aquecidos com ventilação e massagem (1450 euros no Rivoli +; de série com interior DS Inspiration Opéra).

O novo híbrido "plug-in" DS 9 E-TENSE é comercializado em Portugal com preços a partir de 59.100 euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG