Exclusivo

"É provável que a alimentação suba muito"

"É provável que a alimentação suba muito"

O analista Filipe Garcia, economista e presidente da Informação de Mercados Financeiros, prevê que 2022 ainda seja muito semelhante a 2021 para as economias: inflação elevada, com os preços dos alimentos a disparar, e juros em baixa para proteger as economias.

A inflação vai abrandar em 2022 ou é temporária como argumentam os bancos centrais?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG