Economia

EDP, Brisa e Repsol inauguram dois pontos ultrarrápidos na A4

EDP, Brisa e Repsol inauguram dois pontos ultrarrápidos na A4

Os pontos na área de serviço de Penafiel são parte da rede Via Verde Eletric que, até ao fim de 2022, irá ultrapassar a uma centena de estações equipadas com carregadores elétricos.

A EDP Comercial, juntamente com a Brisa e a Repsol inauguraram esta manhã mais dois pontos de carregamento ultrarrápido da Via Verde Eletric, desta feita na A4, localizados nas áreas de serviço de Penafiel. Os dois equipamentos, com uma potência de 160 kW, destinam-se aos condutores de veículos elétricos a circular em ambos os sentidos da autoestrada. A nova infraestrutura, que juntar-se-á à inaugurada em agosto, na A2, nas áreas de serviço de Grândola, resultam, segundo as empresas envolvidas, de um esforço conjunto para incentivar a mobilidade elétrica em Portugal e concretizar mais um passo para a transição energética e a mobilidade sustentável.

A parceria entre a EDP Comercial, a Brisa e a Repsol permitirá instalar 34 pontos de carregamento elétrico nas estações de serviço geridas pela Repsol, na A1, A2, A4 - Autoestrada de Trás-os-Montes e Alto Douro, A6 - Autoestrada Marateca-Caia e A9 - Circular Regional Exterior de Lisboa. Em cada área de serviço, vão estar disponíveis dois carregadores rápidos e um ultrarrápido, este último permitindo carregar o equivalente a 100 km em apenas 10 minutos.

Com a rede de carregamentos elétricos Via Verde Electric, a Brisa pretende dar um contributo importante para a transição energética no setor da mobilidade, assumindo o que considera ser o seu papel como operador de mobilidade sustentável, com soluções ambientais que visam diminuir as emissões de carbono na sua rede de autoestradas, em conjunto com os seus parceiros, como a Repsol e a EDP Comercial.

Até ao final do ano, o Via Verde Electric será composto por 82 postos de carregamento de norte a sul do país em 40 áreas de serviço. Os postos já instalados em Santarém (A1), Grândola e Almodôvar (A2), Barcelos (A3) e Estremoz (A6) foram as infraestruturas da rede de carregamentos elétricos da Brisa Concessão Rodoviária inauguradas desde o verão e que já permitem atravessar o país do Minho ao Algarve, sem emitir gases com efeito de estufa. O plano de expansão da rede prevê superar as 100 estações de serviço equipadas com carregadores elétricos ligados à rede da Mobi-e, até ao final de 2022.

Para a EDP Comercial, que tem 1100 pontos de carregamento operacionais ou em desenvolvimento, esta parceria pretende dar maior previsibilidade e conforto aos

condutores, tornando a condução de veículos não poluentes cada vez mais acessível também fora dos centros urbanos. Veja aqui tudo sobre a mobilidade e o Portugal Mobi Summit.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG