Exclusivo

Eletricidade só desce para quem regressar à tarifa regulada

Eletricidade só desce para quem regressar à tarifa regulada

Governo injetará 150 milhões para reduzir preço no acesso às redes, depois de ter dado 815 milhões. Só regresso à tarifa regulada permite pagar menos. Clientes com tarifa social também sofrem subida.

O Governo investiu 815 milhões de euros, no início do outono, para conter a subida de preços da eletricidade. Em abril, as tarifas reguladas vão subir novamente e o Governo vai injetar mais 150 milhões de euros em descontos adicionais de cerca de 5% nas tarifas de acesso às redes. Até janeiro, a maioria dos comercializadores de eletricidade do mercado liberalizado, onde estão 85% dos consumidores, aproveitou os descontos, mas aumentou os preços da energia. Até as famílias vulneráveis estão a pagar mais, visto que foi alterada a fórmula de descontos da tarifa social definidos pela Entidade Reguladora do Setor Energético (ERSE). A generalidade dos consumidores terá de voltar à tarifa regulada se quiser pagar menos pela luz.

A forte subida dos preços da eletricidade, cuja cotação do megawatt cresceu quase 300% no último ano, levou o Governo a tomar medidas para conter a escalada de preços. A continuação dos aumentos no primeiro trimestre deste ano vai obrigar a ERSE a aumentar a tarifa regulada já em abril.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG