Consumo

Eletrodomésticos deixam de ser A+++ com as novas etiquetas energéticas

Eletrodomésticos deixam de ser A+++ com as novas etiquetas energéticas

Os eletrodomésticos ganham, a partir de 1 de março, novas etiquetas energéticas e a escala de classes de eficiência energética regressa à sua forma original, de A (mais eficiente) a G (menos eficiente), para simplificar a informação a que os consumidores têm acesso no momento de comprar um novo produto.

A partir de 1 de março, frigoríficos, congeladores, aparelhos de armazenagem de vinho, máquinas de lavar louça, máquinas de lavar roupa, máquinas combinadas de lavar e secar roupa, televisores e ecrãs digitais passam a apresentar nas lojas físicas e online a nova etiqueta energética, anuncia a ADENE - Agência para Energia, em comunicado. No caso das lâmpadas, a mudança só entrará em vigor a 1 de setembro.

A mudança é implementada com o intuito de não continuar a induzir em erro os consumidores, uma vez que, em algumas categorias, a grande maioria dos produtos já se situa nas classes superiores da escala A, A+, A++ ou A+++, o que dificulta a distinção entre os produtos energeticamente mais eficientes. Face à problemática, a Comissão Europeia e os Estados-Membros optaram por otimizar os requisitos e regressar à escala inicial - de A a G- para todos os grupos de produtos.

De salientar que estas novas etiquetas energéticas, concebidas para proporcionar ao público informações mais detalhadas e precisas, apresentam não apenas dados sobre o consumo e desempenho de eletricidade, mas ainda informações energéticas e não-energéticas acessíveis através de um código QR.

Dois projetos estiveram a apoiar a implementação da nova etiqueta energética, o BELT (Boost Energy Label Take Up) e o LABEL2020, ambos financiados pela União Europeia ao abrigo do programa "Horizonte 2020". Em Portugal, a DECO PROTESTE, em colaboração com a Worten, é responsável pela implementação do Projeto BELT, enquanto a ADENE, em coordenação com a Direção-Geral de Energia e Geologia, é a entidade responsável pela implementação do projeto LABEL2020.

PUB

Todas as informações relativas às alterações das novas etiquetas estão divulgadas na ferramenta do Projeto BELT, disponível AQUI. Além disso, o Projeto LABEL2020 reuniu toda a informação sobre o tema neste website, onde brevemente irá ser disponibilizada uma ferramenta capaz de ajudar o consumidor na utilização desta novidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG