Economia

Empresas do Estado precisam financiamento acima de sete mil milhões

Empresas do Estado precisam financiamento acima de sete mil milhões

As necessidades de financiamento do Setor Empresarial do Estado (SEE) para este ano ascendem a 7.265 milhões de euros, estima o Governo no Documento de Estratégia Orçamental (DEO) 2012-2016, entregue, esta segunda-feira, no Parlamento.

"As necessidades previsionais de refinanciamento para 2012 foram estimadas em 5.071 milhões de euros, valor que face às atuais condições dos mercados financeiros, coloca uma pressão adicional sobre as empresas, que poderão ter o acesso ao crédito dificultado e em condições mais gravosas", lê-se no documento.

A este valor "acrescem ainda novas necessidades de financiamento no valor previsto de 2.194 milhões de euros".

De acordo com o DEO, o refinanciamento das responsabilidades que vencem este "podem, se financiadas a curto prazo, representar necessidades adicionais de financiamento em 2012 e 2013".

As empresas que podem sentir "maiores dificuldades" na satisfação das suas necessidades de financiamento junto da banca comercial são as empresas públicas não reclassificadas, cujo valor ascende a cerca de 3.900 milhões de euros.

"Estas elevadas necessidades de financiamento podem representar um risco orçamental, dado que em caso de incapacidade de refinanciar a dívida existente, o Estado seja chamado a executar as garantias concedidas", segundo o documento.

O endividamento das empresas integradas no SEE implica uma fatura anual de encargos financeiros que, em 2010, ultrapassou os 1.000 milhões de euros. No ano passado, lê-se no DEO, o valor "aumentou face às condições desfavoráveis dos mercados financeiros".

O Governo recorda que definiu como objetivo que o setor público, como um todo, apresente resultados operacionais equilibrados no final deste ano. No caso da REFER - Rede Ferroviária Nacional, o objetivo é que o equilíbrio operacional seja atingido até ao final de 2015.

No Orçamento do Estado para 2013, será inscrita a contratualização do serviço público para todas as empresas.

Já no Orçamento do Estado para este ano, o Governo anunciava como objetivo a redução num "mínimo de 20 por cento" do número de empresas do SEE, acompanhado pelo redimensionamento dos quadros de pessoal.

Outras Notícias