O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Ensino online faz esgotar portáteis mais baratos

Ensino online faz esgotar portáteis mais baratos

Procura disparou em janeiro e já provocou rutura de stock. Em 2020, os portugueses gastaram quase dois mil milhões de euros em tecnologia.

Portugal está cada vez mais digital: no ano passado, o valor gasto em tecnologia duplicou face a 2019, indicam os dados da SIBS. E a tendência mantém-se neste início de 2021. A obrigatoriedade do teletrabalho e o regresso das aulas à distância impulsionaram uma corrida aos computadores portáteis, que fez esgotar os modelos mais baratos em muitas lojas. E quando forem repostos, tudo indica que estarão mais caros.

Na Fnac, "o aumento significativo da procura" tem gerado "momentos de rutura temporária", sobretudo entre os portáteis de gama baixa (menos de 400 euros) e média (entre os 600 e os 800). O que está a obrigar as famílias a direcionar-se para "a faixa entre os 800 e os 1000 euros", nota a diretora de marketing da KuantoKusta, plataforma onde, nas duas últimas duas semanas, a procura cresceu 77%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG