Última Hora

EUA acusam grupo Fiat Chrysler de falsificar emissões

EUA acusam grupo Fiat Chrysler de falsificar emissões

A agência ambiental norte-americana (EPA) acusou, esta quinta-feira, o grupo Fiat Chrysler de usar um software secreto em mais de 100 mil carros a gasóleo, para falsificar emissões.

Entre os veículos afetados, estão o Jeepp Grand Cherokkee e a Dodge Ram 1500, com motores diesel 3.0, vendidos nos EUA.

"O software escondido leva que as emissões de óxido de nitrogénio dos veículos aumente. Estas alegações atingem aproximadamente 104 mil veículos", revela o comunicado da agência ambiental norte-americana.

"Não revelar a existência de um software que afeta as emissões no motor do veículo é uma séria violação da lei, que pode resultar em poluição nociva no ar que respiramos", afirma Cynthia Giles, da EPA.

"Mais uma vez, um grande fabricante de automóveis tomou a decisão de contornar as regras e foi apanhado", diz, no mesmo comunicado, Mary D. Nichols, a presidente da CARB, organização ambientam do estado da Califórnia.