Qimonda

Ex-Qimonda "corta" cinco dias de férias

Ex-Qimonda "corta" cinco dias de férias

A Nanium, ex-Qimonda, vai retirar, este ano, cinco dias de férias a pelo menos 250 trabalhadores. A empresa justifica a medida com a necessidade de se adaptar ao aumento em meia hora/dia de trabalho no sector privado, que ainda é só uma intenção do Governo.

"De uma forma ilegal e abusiva, a empresa está a fazer alterações aos direitos dos trabalhadores na previsão de que as intenções do Governo se vão concretizar. É verdadeiramente inaceitável", afirmou ao JN o deputado do Bloco de Esquerda João Semedo, que já escreveu ao ministro da Economia a pedir explicações sobre o caso e a solicitar a intervenção da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias