Porto

Aprovada verba europeia para expansão do metro

Aprovada verba europeia para expansão do metro

A viabilização do financiamento da expansão do metro a Gaia e ao Porto, que concretizar-se-á em 2022, conheceu esta sexta-feira uma decisão fundamental, com a aprovação da reprogramação do POSEUR. Deste programa que congrega fundos europeus sairão 500 milhões para custear as obras. A reprogramação do POSEUR, que dá 500 milhões às obras, obteve aval no mesmo dia em que foi lançada a aplicação que usa telemóvel para viajar.

O Conselho Consultivo do POSEUR aprovou, com "esmagadora maioria", a atribuição de verbas à expansão. O documento segue este mês para a aprovação por Bruxelas, mas o representante da Comissão Europeia, presente na reunião, não levantou "óbice" à mudança, explicou o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, após a apresentação da aplicação "Anda", disponível para ser descarregada na Google Play.

Só é compatível com o sistema operativo "Android" e, no primeiro dia, já ultrapassou os 2500 registos. A "Anda" permite validar viagens na rede Andante da Área Metropolitana do Porto com o telemóvel. Basta descarregar a aplicação e encostar o telemóvel ao validador. A conta chega no final do mês, "sempre com a solução mais económica" para cada caso.

"Vamos contribuir para deixar de falar em transportes para falar em mobilidade. As pessoas passam a receber a fatura da mobilidade como recebem as da água, da eletricidade ou do gás", frisou o governante.

A ambição da Área Metropolitana do Porto é de que os táxis, o transporte partilhado e os parques de estacionamento, entre outras funções ligadas à mobilidade, possam associar-se a esta aplicação, pagando os serviços numa só conta mensal.