Exclusivo

Férias deste ano custaram umas centenas de euros a mais às famílias

Férias deste ano custaram umas centenas de euros a mais às famílias

As férias dos portugueses custaram em média, este ano, mais 21% do que no ano passado, de acordo com três cenários analisados e calculados pelo JN.

A família típica do Norte que passou uma semana no Algarve gastou quase mais 600 euros (41%), sendo a maior fatia absorvida pelo alojamento. O casal da mesma região que gozou uma semana na ilha da Madeira pagou mais 71% pelo automóvel alugado naquela semana e a fatura total ficou 500 quase acima face a 2021. E mesmo o grupo de amigos do Porto que se limitou a ir passar um dia na praia em Moledo, com piquenique para o dia e umas cervejas na esplanada, já pagou mais 19%, com a fatura da gasolina a pesar mais 32% que em 2021.

A recuperação do turismo e o aumento da procura, bastante acima das previsões das organizações internacionais do turismo ou do transporte aéreo, aliados à inflação que atingiu 8,7% em junho - mês em apreço nos cálculos JN, embora já tenha subido para 9,1 em julho - tornaram o preço das férias mais pesado para muitas famílias portuguesas. A pressão da procura por parte dos turistas nacionais está acima dos valores de 2019 (7%), juntando-se a dos estrangeiros (ainda 3,5% abaixo de 2019).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG